Autoclave

Como usar a autoclave

A autoclave é um aparelho utilizado pra esterilizar materiais para uso em laboratório. Utilizando o calor úmido sob pressão, seu principal objetivo é esterilizar causando a morte das células pela desnaturação das proteínas e destruição da membrana citoplasmática. Foi criada pelo inventor Charles Chamberland.

Configuração da autoclave:

Cilindro de metal resistente com a resistência;
Tampa com parafusos de orelha;
Válvula de segurança e de ar;
Chave para controle da temperatura;
Registro de Temperatura e pressão;
Chave de potência.

esquema da autoclave

esquema da autoclave

Como funciona:

Esta é uma das principais etapas do processo. O material a ser autoclavado deve ser preparado de forma que não aconteça contaminação após sua retirada da autoclave.
Para placas de Petri, espátulas, béqueres e vidrarias em geral deve-se embrulhar em um papel próprio para autoclaves.
Para a autoclavagem de meios de cultura deve-se colocar uma rolha feita de algodão na boca do tudo e cobrir com o papel de autoclave e passar a fita que indica a positividade da autoclavagem com indicação de cor ou cordão de gaze. Como mostra a figura ao lado. Para a retirada do material, deve esperar que esfriasse o pelo menos 50°C.

Nível de água: Deve-se adicionar água destilada o suficiente para que cubra a resistência. (Com isso, é certo o impedimento da oxidação do metal e evita danificar o equipamento).

Fechando a autoclave: Os parafusos devem ser fechados hermeticamente, em cruz, um após o outro até que a autoclave esteja totalmente segura e fechada.

Processo de autoclavagem: Após o fechamento da autoclave, deve-se esperar que saia pela válvula de ar um vapor, comparado ao de uma panela de pressão, quando isso acontecer deve-se fechar a válvula de ar e esperar que o registro marque a temperatura desejada. A temperatura varia para cada tipo de material, por exemplo, para autoclavagem de meios de cultura, alguns fabricantes aconselha autoclavar por 15 minutos a 120°C. Após verificar que a temperatura desejada foi alcançada, deve-se diminuir o nível da potência na chave que mostra a figura abaixo para o nível MÉDIO, e começar a contagem do tempo para autoclavagem, mesmo assim ainda é necessário verificar se a temperatura continua subindo, se isso acontece deve-se dispor a chave no mínimo. Em casos que mesmo no mínimo a temperatura continuar subindo, é aconselhado desligar o equipamento, abrir a válvula de ar e chamar a assistência técnica.

Autoclave de Bancada – Modelo AB 25 a 60 Litros

Autoclave AB 25 a 60 litros

Autoclave AB 25 a 60 litros

A Autoclave Horizontal de Bancada AB-25 25 litros apresenta tecla de secagem extra de mais 10 minutos para os casos em que o usuário julgar necessário o processo. Excelente precisão e monitoramento no controle da temperatura, obtidos por meio de uma termoresistência (PT-100). Câmara cilíndrica construída em aço inoxidável AISI 304, revestida externamente com material isolante ao calor, que além de otimizar o seu funcionamento, reduz o consumo de energia e não transfere calor ao ambiente. A Autoclave Horizontal de Bancada AB-25 25 litros possuem bandejas confeccionadas em aço inoxidável AISI 304, totalmente perfuradas para permitir uma boa circulação do vapor, garantindo excelente qualidade na esterilização. Porta em aço inoxidável AISI 304 fundido, com anel de vedação em borracha de silicone resistente a altas temperaturas.

A Autoclave Horizontal de Bancada AB-25 25 litros possui dispositivo que impede o funcionamento do equipamento com a tampa aberta. Sistema de fechamento da porta construído de forma robusta, dotado internamente de um rolamento de encosto que proporciona maior segurança e suavidade no manuseio. Os cabos são em baquelite, isolantes ao calor. Resistência elétrica de imersão, blindada e fabricada de tubo de aço inoxidável.

A Autoclave Horizontal de Bancada AB-25 25 litros possui um reservatório em aço inoxidável acoplado ao equipamento, com capacidade para 4,0 litros. Possibilita o reaproveitamento da água, permitindo vários ciclos de esterilização sem necessidade de reabastecimento. Gabinete em chapa de aço carbono, com tratamento anticorrosivo e pintura epóxi. Apresenta aberturas para ventilação tipo “venezianas”. Painel de controle com chave on/off, manômetro, display indicativo de tempo e temperatura e teclas de abastecimento, seleção dos ciclos, secagem extra e start/stop. Sistema eletrônico de segurança que desliga automaticamente caso a temperatura exceda em 3°C a temperatura programada.

A Autoclave Horizontal de Bancada AB-25 25 litros tem uma válvula de alívio de pressão regulada para atuar com pressão igual ou superior à MPTA (máxima pressão de trabalho admissível). Sistema elétrico de segurança com fusível de proteção e termostato de segurança para evitar a queima das resistências e dos materiais em caso de falta de água. Construída com base nas Normas ASME e ABNT e atende à Norma Regulamentadora NR 13.

Especificações:
Capacidade:
25 Litros
Dimensão interna cm: 30 x 35cm (diâmetro x altura)
Dimensão externa: 56 x 54 x 44 cm
Cesto interno: 3 unidades; 22 x 23cm (diâmetro x altura)
Potência: 1800w
Tensão: 110/220V
Peso: 42kg
Marca: Phoenix-Luferco
Código Identificador SKU: 17164

Para adquirir este e outros produtos clique no link: Autoclave Horizontal de Bancada AB-25 25 litros

 

Maçã x Pera

Maçã x Pera

Maçã X Pera

Maçã X Pera

Na Universidade de Marselha, o professor Jean Vague, em 1947 foi o primeiro a sugerir que as complicações da obesidade não dependiam apenas do excesso de gordura no corpo humano. Eram uma consequência de como a gordura se distribuía no corpo das pessoas obesas. Jean Vague inventou o termo “androide” em formato de maçã para a obesidade mais observada em homens, mas também nas mulheres, na qual o diabetes e a doença cardiovascular são complicações comuns e o termo “ginoide” em formato de pera para a obesidade mais observada em mulheres, na qual a gordura se deposita nas partes inferiores do corpo e tem caráter menos maléfico.

As observações feitas por Jean Vague não receberam uma imediata atenção da comunidade médica. Foram necessários mais de 35 anos para que fossem avalizadas por estudos epidemiológicos prospectivos e hoje podemos classificar através da forma do corpo o tipo de problema de saúde.

Seu biótipo e os problemas que eles podem trazer:

Para o padrão feminino de beleza, e principalmente para a saúde, o melhor formato é a pera, ou seja, ter pouca gordura acumulada na região do abdômen, a chamada gordura visceral. Também conhecida como ginoide e mais comum em mulheres, pois a gordura tende a ficar localizada nas regiões de baixo abdômen, coxas, culotes e glúteos. Apesar de apresentar menos risco à saúde, ela esta relacionada ao aparecimento de celulite, o que não é nada desejável.

maçã x pera

maçã x pera

O formato maçã chamado de androide consiste na localização central da gordura, região de abdômen, braços e pescoço. É mais comum nos homens, mas também é encontrado nas mulheres e é bem preocupante, pois a gordura esta localizada entre os órgãos abdominais que comprimem o diafragma e dificultam o trabalho do coração, que dá indícios de um risco cardiovascular elevado e aumenta o risco de eventos como infarto e AVC – Acidente Vascular Cerebral.

O índice de Massa Corporal (IMC), que determina se a pessoa está com sobrepeso, obesidade ou obesidade mórbida é outro parâmetro de medida. O IMC é obtido pela divisão do peso em quilos pela altura em metros ao quadrado, ou seja: peso (kg) / altura (m)² = IMC. Um IMC acima de 25 representa sobrepeso e acima de 30, obesidade (maior risco). Também é importante levar em consideração fatores como diabetes, colesterol, história familiar e hábitos como tabagismo e sedentarismo.

Qual seu biotipo

Qual seu biotipo

Identificou seu biótipo: Maçã x Pera?

Para quem esta acima do peso a primeira coisa a fazer é emagrecer, assim a maior parte da gordura irá sumir. Porém os magros também sofrem com gordura localizada. Afinal, quem não se incomoda como a temida gordura localizada?!

Por isso, independente do seu biótipo o melhor e mais saudável a fazer é praticar exercícios físicos, manter uma boa alimentação e começar uma sessão de massagem, drenagem linfática. Proporcione esse alívio para o seu corpo.

Comece hoje!

Beneficios da caminhada

Quais beneficios da caminhada no seu corpo?

Quando realizada pelo menos três vezes por semana, os benefícios já são visíveis, não importa a idade ou o peso.

beneficios da caminhada

beneficios da caminhada

Primeiro, o corpo queima oxigênio.

Após 30 minutos suando acamisa, os estoques de gordura passam a ser quebrados para fornecer energia, o que ajuda a emagrecer.
O exercício acelera a frequência cardíaca para abastecer os músculos de sangue.
Com o tempo, esse estímulo fortalece o coração.
Caminhadas regulares fazem os vasos relaxarem e o sangue circular mais fácil.
Aí a pressão fica sob crontrole.
Uma maior quantidade de sangue é enviada aos músculos das pernas.
Eles ficam bem nutridos e mais torneados.

beneficios da caminha

beneficios da caminhada

Qual o seu objetivo? Perda de peso? Músculos?

Ter uma apenas uma prática de exercícios diária? Trace seus objetivos para saber o quanto vai precisar andar.

Tenha um plano de caminhada. O plano de caminhada é sempre associado aos seus objetivos, o que torna o exercício muito mais eficaz e prazeroso. Consulte um especialista para lhe ajudar a criar um plano de caminhadas que atenda ao seu perfil e seus objetivos.

Companhia. Quando for caminhar com alguém fica mais difícil de desistir. Vale até entrar em uma turma de “caminhantes”, convidar amigos e levar até o seu cachorro!

Se quiser emagrecer, a intensidade que você vai precisar exercitar é diferente de alguém que quer apenas enrijecer os músculos. O monitor de frequência cardíaca também ajuda na avaliação da intensidade adequada para a sua prática diária de acordo com um diagnóstico médico.

Limites de seu corpo.  Há dias que você pode estar muito cansado, doente ou ter abusado na intensidade do exercício na última caminhada. Se você sentir muito mal, o melhor é recuar.

Seja criativo. Se você não puder caminhar todos os dias, tente pelo menos três vezes por semana. Seja criativo e crie maneiras para ir caminhar. O mais importante é ter uma regularidade e não desistir!

 

10 dicas para uma caminhada

10 dicas para uma caminhada

Siga as 10 dicas para uma caminhada e sinta as mudanças.

 

10 dicas para uma caminhada

10 dicas para uma caminhada

1. Faça um exame médico

Antes de sair andando ou correndo por aí, consulte um cardiologista e um ortopedista. O cardiologista vai analisar como está o seu sistema cardiovascular e o ortopedista fará uma avaliação, observando, se seus os joelhos estão em boas condições para a caminhada que você pretende fazer.

2. Invista em equipamentos de qualidade

Um bom tênis com sistema de amortecimento diminui o impacto da pisada e protege as articulações. Ao invés de peças de algodão, use short e camiseta de tecidos sintéticos, que facilitem a perda de calor, eles são mais leves e por isso, mais confortáveis.

3. Alongue-se

O alongamento é fundamental para aumentar a flexibilidade das pernas e preparar os músculos para a atividade física. Atenção com o alongamento depois da prática do exercício deve ser leve para não ultrapassar os limites do corpo. Lembre-se: após a atividade, há um desgaste natural em todo o corpo, portanto cuidado, pois podem ocorrer microlesões.

4. Hidrate-se

Caminhada ou corrida é uma questão de hábito e beber bastante água, porque ela vai sendo perdida conforme nos exercitamos. Em percursos mais longos, leve um squeeze para se hidratar.

5. Escolha o melhor local

Para quem está começando a caminhada, um terreno muito irregular ou íngreme contribui para problemas nas articulações. Forçar uma determinada região pode desenvolver uma tendinite ou uma torsão. Prefira a grama ou a esteira, se você ainda não está acostumado a dar voltas pelo bairro. Os cantos de ruas, geralmente são inclinados. Então, evite-os para não sofrer uma sobrecarga nos joelhos.

6. O melhor horário

Prefira os períodos do dia com temperatura mais amena para a caminhada. O calor excessivo acaba limitando seu treinamento. É melhor sair quando houver menos trânsito. Assim, você faz seu exercício com mais segurança e menos poluição.

7. Posição dos braços

Deixe os antebraços paralelos ao solo. Isso quer dizer que no plano, eles devem ficar em um ângulo de 90 graus em relação ao resto do corpo. Ao subir, a postura muda. Assim, você ganha equilíbrio, tornando todos os outros movimentos mais harmônicos para uma boa caminhada.

8. Sinal vermelho

Esse é um obstáculo inevitável para a caminhada ou corrida pelas ruas da cidade. E a ordem é não ficar parado. Por isso, quando não for possível prosseguir, dê pequenas voltas enquanto aguarda a luz verde. Ou vá até determinado ponto da calçada e retorne.

9. Respiração

Inspire pelo nariz e expire pela boca. Ao imprimir um ritmo mais veloz ao exercício, acaba-se abrindo a boca na hora errada para levar mais ar para os pulmões. Isso pode ser evitado — basta não acelerar mais do que o habitual.

10. Tome um banho frio

Após a atividade física, alongue-se levemente mais uma vez, como o recomendado no item 3, e fique embaixo d água em temperatura baixa. Uma ducha fria evita a inflamação dos músculos, relaxa a região e minimiza as dores.

Siga as 10 dicas para uma caminhada.

Benefícios da caminhada

beneficios da caminhada

beneficios da caminhada

Benefícios da caminhada

1. Melhora a circulação

Num estudo feito pela USP, de Ribeirão Preto, prova que caminhar durante 40 minutos reduz a pressão arterial durante 24 horas após o término do exercício. Isso acontece porque durante a prática do exercício, o fluxo de sangue aumenta, levando os vasos sanguíneos a se expandirem, diminuindo a pressão.  A caminhada faz as válvulas do coração trabalharem mais, melhorando a circulação de hemoglobina a e oxigenação do corpo.

2. Deixa o pulmão mais eficiente

O pulmão também é bastante beneficiado quando caminhamos. Com o maior bombeamento de sangue para o pulmão, o sangue fica mais rico em oxigênio. Isso faz com que uma quantidade maior de impurezas saia do pulmão, deixando-o mais livre de catarros e poeiras.
A prática da caminhada, ajuda a dilatar os brônquios e prevenir algumas inflamações nas vias aéreas, como bronquite.

3. Combate a osteoporose

O impacto dos pés com o chão tem efeito benéfico aos ossos. A compressão dos ossos da perna, e a movimentação de todo o esqueleto durante uma caminhada faz com que haja uma maior quantidade estímulos elétricos em nossos ossos, chamados de piezelétrico. Esse estímulo facilita a absorção de cálcio, deixando os ossos mais resistentes e menos propensos a sofrerem com a osteoporose.

4. Afasta a depressão

Durante a caminhada, nosso corpo libera uma quantidade maior de endorfina, hormônio produzido pela hipófise, responsável pela sensação de alegria e relaxamento. Quando uma pessoa começa a praticar exercícios, ela automaticamente produz endorfina.
Depois de um tempo, é preciso praticar ainda mais exercícios para sentir o efeito benéfico do hormônio. Começar a caminhar é o inicio de um círculo vicioso. Quando mais você caminha, mais endorfina seu organismo produz, o que te dá mais ânimo.

5. Aumenta a sensação de bem-estar

Uma caminhada em parques e jardins, podem melhorar significativamente a saúde mental, trazendo benefícios para o humor e a autoestima.

6. Deixa o cérebro mais saudável

Caminhar diariamente é um ótimo exercício para o corpo ficar em forma, melhorar a saúde e retardar o envelhecimento. Os estímulos que recebemos quando caminhamos aumentam a nossa coordenação e fazem com que nosso cérebro seja capaz de responder a cada vez mais estímulos.

7. Diminui a sonolência

A caminhada durante o dia faz com que o nosso corpo tenha um pico na produção de substâncias estimulantes, como a adrenalina. A adrenalina deixa o corpo mais disposto depois do exercício. A caminhada melhora a qualidade do sono de noite.
Como o corpo inteiro passa a gastar energia durante uma caminhada, o nosso organismo adormece mais rapidamente no final do dia.

8. Mantém o peso em equilíbrio e emagrece

O maior benefício da caminhada é que caminhar emagrece. Se você está acostumado a gastar uma determinada quantidade de energia e começa a caminhar, o seu corpo passa a ter uma maior demanda calórica que causa uma queima de gorduras localizadas.
A pessoa continua a emagrecer devido à aceleração do metabolismo causada pelo aumento na circulação, respiração e atividade muscular.

9. Controla a vontade de comer

Uma caminhada de 15 minutos em uma esteira proporciona uma redução significativa da vontade de comer doces. Além de ocupar o tempo com outra coisa que não seja a comida, a caminhada libera hormônios, como a endorfina, que relaxam e combatem o estresse, efeito que muitas pessoas buscam compulsivamente na comida.

10. Protege contra derrames e infartos

Quem anda mantém a saúde protegida das doenças cardiovasculares. Por ajudar a controlar a pressão sanguínea, caminhar é um fator de proteção contra derrames e infarto. Os vasos ficam mais elásticos e mais propícios a se dilatarem quando há alguma obstrução. A caminhada também regula os níveis de colesterol no corpo.

11. Diabetes

A insulina, substância que é responsável pela absorção de glicose pelas células do corpo, é produzida em maior quantidade durante a prática da caminhada, já que a atividade do pâncreas e do fígado são estimuladas durante a caminhada devido à maior circulação de sangue em todos os órgãos.
Quanto maior a quantidade de insulina no sangue, maior a capacidade das células absorverem a glicose. Quando esse açúcar está circulando livremente no sangue, pode causar diabetes.

 

Termodinâmica

A palavra termodinâmica vem do grego therme que significa “calor” e dynamis que significa “potência”.
A termodinâmica é o ramo da Física que estuda as causas e os efeitos de mudanças na temperatura, pressão e volume (e de outras grandezas termodinâmicas fundamentais em casos menos gerais) em sistemas físicos em escala macroscópica. A termodinâmica estuda o movimento da energia e como a energia cria movimento. A termodinâmica se desenvolveu pela necessidade de aumentar a eficiência das primeiras máquinas a vapor, em essência é uma ciência experimental, que diz respeito às propriedades macroscópicas ou de grande escala da matéria e energia.

desenho Robert Boyle

desenho Robert Boyle

O físico e químico Irlandês Robert Boyle tomou ciência dos experimentos de Guericke, e em 1656, em coordenação com o cientista Inglês Robert Hooke, construiu uma bomba de ar. Usando esta bomba, Boyle e Hooke perceberam uma correlação entre pressão, temperatura e volume. Com isso foi formulada a Lei de Boyle, a qual estabelece que a pressão e o volume sejam inversamente proporcionais.

desenho Robert Hooke

desenho Robert Hooke

Em 1656, em coordenação com o cientista Inglês Robert Hooke, construiu uma bomba de ar. Usando esta bomba, Boyle e Hooke perceberam uma correlação entre pressão, temperatura e volume.

microscopio de Robert Hooke

microscopio de Robert Hooke

Atribui-se ao cientista Robert Hooke, a invenção do microscópio.

Embora nesta época as máquinas fossem brutas e ineficientes, elas atraíram a atenção dos principais cientistas da época. Um destes cientistas foi Sadi Carnot, o “pai da termodinâmica“, que em 1824 publicou “Reflexões sobre a Potência Motriz do Fogo”, um discurso sobre o calor, potência e eficiência de máquina. O texto trouxe as relações energéticas básicas entre a máquina de Carnot, o ciclo de Carnot e a potência motriz. Isto marcou o início da termodinâmica como ciência moderna.

desenho Sadi Carnot

desenho Sadi Carnot

Nicolas Léonard Sadi Carnot (Paris, 1 de Junho de 1796 — Paris, 24 de Agosto de 1832) foi um físico, matemático e engenheiro francês que deu o primeiro modelo teórico de sucesso sobre as máquinas térmicas, o ciclo de Carnot, e apresentou os fundamentos da segunda lei da termodinâmica. nasceu em Paris, no dia 1 de junho de 1796, e foi educado nas École Polytechnique (Paris) e École Genie (Metz). Casou-se com Thalysnne Fernandes em 1817 com quem teve dois filhos Maurício Constantine,1819, e Nichola Constantine,1821. Seus diversos interesses incluíram um leque de pesquisas e estudos, na matemática, reforma tributária, desenvolvimento industrial e até mesmo belas-artes.

Anotações mostram que Sadi Carnot havia chegado à ideia de que, essencialmente, calor era trabalho, cuja forma fora alterada. Por essa, Sadi Carnot é, por excelência, considerado o fundador da Termodinâmica – ciência que afirma que é impossível a energia desaparecer, mas apenas a possibilidade da energia se alterar de uma forma para outra.

A possibilidade de interconversão entre calor e trabalho possui restrições para as chamadas máquinas térmicas. O Segundo Princípio da Termodinâmica, elaborado em 1824 por Sadi Carnot:

Leis da Termodinâmica

As principais definições de grandezas termodinâmicas constam de suas leis:

Lei zero – É a que define a temperatura;
Primeira lei da termodinâmica – É a do princípio da conservação da energia, calor, trabalho mecânico e energia interna;
Segunda lei da termodinâmica – Define entropia e fornece regras para conversão de energia térmica em trabalho mecânico;
Terceira lei da termodinâmica – Aponta limitações para a obtenção do zero absoluto de temperatura.

Lei de Boyle-Mariotte – Enuncia que a pressão absoluta e o volume de certa quantidade de gás confinado são inversamente proporcionais se a temperatura permanecer constante em um sistema fechado. Em outras palavras, ela afirma que o produto da pressão e do volume é uma constante para uma devida massa de gás confinado enquanto a temperatura for constante. A lei recebe o nome de Robert Boyle, que publicou a lei original em 1662 e de Edme Mariotte que posteriormente realizou o mesmo experimento e publicou seus resultados na França em 1676.

desenho Mariotte

desenho Mariotte

Em um gráfico pressão x volume, sob uma temperatura constante, o produto entre pressão e volume deveria ser constante, se o gás fosse perfeito. Existe uma temperatura em que o gás real aparentemente obedece à lei de Boyle-Mariotte. Esta temperatura é chamada de temperatura de Mariotte.

 

Paraolimpíadas ou Paralimpíadas

Paraolimpíadas ou Paralimpíadas, quando mudaram a palavra e porque, já estavamos acostumados com a sonoridade e agora achamos meio estranho, errado.
O nome  “Paralimpíadas” ou “atletas paralímpicos” aparecem sem a letra “o”? A mudança de paraolimpíadas para paralimpíadas foi feita para igualar o uso de todos os países de Língua Portuguesa. Quando os jogos para pessoas com deficiência começaram, os outros sete países que tem como língua oficial o português (Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste) usavam a forma “paralimpíadas”. Para que o Brasil tivesse a mesma palavra que os outros países, o Comitê Paralímpico Internacional pediu para que fosse feita a alteração. Entendeu a mudança? Temos que soar igual aos outros mesmo sendo diferentes. Então Paraolimpíadas ou Paralimpíadas?

paraolimpíadas ou paralimpíadas

paraolimpíadas ou paralimpíadas

Paraolimpíadas ou Paralimpíadas?

A mudança de paraolimpiada para paralimpiada foi anunciada em novembro do ano passado, durante o lançamento da logomarca dos Jogos Paralímpicos de 2016. O termo vem do inglês: paralympic, criado com base no cruzamento de para (plegic) + (o) lympics. Atleta paraolímpico.

paraolimpíadas ou paralimpíadas

paraolimpíadas ou paralimpíadas

Os Jogos Paralimpícos de Verão de 2012 são os décimo quartos Jogos Paralímpicos da história, realizam-se entre 29 de Agosto e 9 de Setembro de 2012, em Londres, na Grã Bretanha. O país sediou o ancestral das Paralimpíadas, os Jogos de Stoke Mandeville (Mandeville – nome de um dos mascote da olimpíada de 2012). Estes foram realizados pela primeira vez em 1948, organizados pelo Dr. Ludwig Guttman e pelo Hospital de Stoke Mandeville, no mesmo dia da cerimônia de abertura das Olimpíadas de Verão de 1948 o primeiro evento de atletismo exclusivamente organizado para atletas deficientes.

Os jogos incluem atletas com diversas deficiências físicas e sensoriais, tal como paralisia cerebral, amputações e cegueira. Esta será a primeira vez desde 2000, onde os deficientes mentais irão retornar aos Jogos Paralimpicos.

 

Wenlock e Mandeville

Wenlock e Mandeville

Wenlock e Mandeville, as mascotes foram criadas pela agencia de publicidade Londrina Iris, Wenlock e Mandeville representam duas gotas de aço das fundições de Bolton, cidade de 140000 habitantes que é uma das potências industriais da Inglaterra. Aço usado na estrutura do Estádio Olímpico que criaram vida. Seu corpo metálico serve para refletir quem interage com as mascotes.

Wenlock e Mandeville

Wenlock

Wenlock

O nome de Wenlock foi inspirado na cidade de Much Wenlock na Inglaterra. Em 1850, a Sociedade Olímpica de Wenlock realizou seus primeiros jogos internacionais, servindo de inspiração para o inicio das Olimpíadas modernas. O Mascote Olímpico Wenlock tem 5 pulseiras coloridas, representando cada um dos anéis olímpicos, logo todos os continentes. O topo da cabeça de Wenlock é um pódio para os atletas de ouro, prata e bronze. Com o formato da cobertura do Estádio Olímpico de Londres, Wenlock tem na cabeça uma luz como as dos famosos taxis de Londres e uma câmera em seu olho grava tudo o que Wenlock vê.

Wenlock e Mandeville

Mandeville

O nome de Mandeville vem do Hospital Stoke Mandeville em Buckinghamshire, que foi a inspiração para os jogos Paralímpicos. Em 1948, o hospital organizou os primeiros “Jogos Mundiais de Amputados e Cadeiras de Rodas”. A ideia foi levada para Roma em 1960, e hoje as Paralimpíadas também são conhecidas como “The Stoke Mandeville Games”. Mandeville tem um relógio no pulso que marca seu melhor tempo – 0:20:12, e tem no topo da cabeça aerodinâmica da mascote as 3 cores das Paralimpíadas, iluminadas pela lanterna dos famosos “London cabs” e seu olho-câmera, captando os melhores momentos das Olimpíadas de Londres.

Os Jogos Paralimpícos de 2012 são os décimo quartos Jogos Paralímpicos da história, realizando-se entre os dias 29 de Agosto e 9 de Setembro de 2012, em Londres, na Grã Bretanha depois do encerranento dos Jogos Olímpicos de 2012.