Condensador

condensador Liebig - condensador reto

condensador Liebig – condensador reto

Condensador Liebig

Tem como finalidade condensar vapores gerados pelo aquecimento de líquidos em processos de destilação simples. Ele é dividido em duas partes: Por onde passa o vapor que se tem interesse em condensar e outra onde passa um líquido (normalmente água) resfriado para abaixar a temperatura interna.
Um vapor aquecido entra e encontra uma superfície com uma temperatura inferior ao seu ponto de ebulição, e então condensa ou liquefaz.
O condensador liebig (reto) deve o seu nome ao químico alemão Justus von Liebig (1803-1873), que foi o primeiro a introduzir, na formação universitária dos químicos, o trabalho prático de laboratório.
Os condensadores são instrumentos que têm aplicação exclusiva na destilação e têm como função condensar (passagem do estado gasoso ao estado líquido) os vapores obtidos na destilação. É um instrumento laboratorial constituído por um tubo de vidro de forma cilíndrica no interior do qual se encontra outro tubo de vidro de menor diâmetro. O condensador Liebig é utilizado nas destilações em que o líquido entra em ebulição mais rapidamente e produz grandes quantidades de vapor, percorrendo o tubo cilíndrico reto.

Condensador Allihn

O condensador Allihn ou  bola, a água é responsável pelo arrefecimento do sistema, circula externamente e o vapor internamente nas “bolas”, escorrendo e sendo recolhido na parte inferior. No condensador bola a água deve ser injetada na parte inferior e recolhida na superior para que a câmara mantenha-se sempre cheia de líquido e torne o equipamento mais eficiente. A ebulição é mais lenta por percorrer as bolas.

Condensador Graham

No condensador Graham ou  espiral geralmente um Balão de destilação é acoplado em cada bocal. O vapor gerado no primeiro balão circula na câmara maior e a água resfriada circula na serpentina. Ao entrar em contato com a superfície resfriada da serpentina, o vapor condensa e escorre pelas paredes internas, sendo coletado no segundo balão. nos condensadores a ebulição é a mais lenta dos três tipos.