Meios de cultura

Meios de cultura

Meios de cultura

Meios de cultura consistem da associação qualitativa e quantitativa de substâncias que fornecem os nutrientes necessários ao desenvolvimento (cultivo) de microrganismos fora do seu meio natural. Além dos nutrientes é preciso fornecer condições favoráveis ao desenvolvimento dos microrganismos, tais como pH, pressão osmótica, umidade, temperatura, atmosfera, dentre outras.

Meios de cultura

meios de cultura

Os meios de cultura são classificados quanto ao estado físico em sólidos, quando contém agentes solidificantes, ágar (cerca de 1 a 2,0 %) semi-sólidos, quando a quantidade de ágar e ou gelatina é de 0,075 a 0,5 % e líquidos, sem agentes solidificantes, apresentando-se como um caldo, utilizados para ativação das culturas, repiques de microrganismos, provas bioquímicas, dentre outros.

Meios de cultura

Meios de cultura básicos são aqueles que permitem o crescimento bacteriano, sem satisfazer nenhuma exigência em especial.
Preparar meios de cultura – Caldo Simples

Formulação:
Extrato de carne………… 0,3 g
Peptona……………………. 1,0 g
ClorEto de sódio………… 0,5 g
Água destilada………….. 100,0 ml

O ágar simples é obtido adicionando-se 1,0 a 1,5 % de ágar-ágar ao meio de caldo simples (o meio pode ficar um pouco amolecido, a depender da qualidade do ágar). Aumentando-se a concentração de ágar para 2,0% o meio fica bem sólido e pode-se evitar que certos microrganismos se espalhem, como os Proteus (Proteus é um gênero de bactérias gram-negativas com coloração vermelha) da família Enterobacteriaceae).

Preparação dos equipamentos (vidrarias)
1. Pesar as substâncias e colocá-las em um béquer (a exceção do ágar).

Meios de cultura

vidrarias de laboratório

2. Acrescentar a metade dos 100 ml de água destilada ou desmineralizada, medida com uma proveta.
3. Dissolver os ingredientes em água agitando continuamente com um bastão de vidro ou com um agitador elétrico (uso de barra magnética), evitando a formação de espuma. Após a formação de uma suspensão homogênea, completar o volume do meio com o restante da água.
4. Quando necessário, dissolver os ingredientes do meio de cultura em banho-maria, vapor fluente em autoclave ou utilizando a chama do bico de Bunsen, ou chapa aquecedora elétrica, protegida com tela de amianto, ou ainda em forno de microondas, até a ebulição, agitando sempre. Evitar o aquecimento desnecessário.

Meios de cultura

banho maria retangular

5. Filtrar em papel de filtro qualitativo para retirar as impurezas.
6. Verificar o pH através de potenciômetro ou fita indicadora de pH e ajustar para 7,2 usando solução de ácido lático (0,1 %) ou hidróxido de sódio (1,0 N), com pipeta de 1 mililitro, gotejando aos poucos. O pH do “ágar simples” é ajustado antes da adição do ágar-ágar.
7. Distribuir 50 ml do meio em tubos de ensaio (5 a 7 ml por tubo).
8. Tamponar os tubos protegê-los com papel e amarrá-los com barbante.
9. Esterilizar em autoclavea 121°C (1 atmosfera de pressão) por 20 minutos. Deixar dois tubos sem esterilizar, incubá-los a 37°C por 24 a 48 horas, para constatar a necessidade de esterilização.
Observação: Alguns meios de cultura são preparados da mesma forma, porém se for necessário utilizar algumas substâncias termolábeis (uréia) ou que reajam com as substâncias dos meios (aminoácidos, açúcares), as mesmas são esterilizadas à parte ou por filtração utilizando Filtro Seitz ou Filtros contendo membranas (de nitrocelulose ou acetato de celulose) com poros de 0,22um de diâmetro (Millipore, Sartorius), e depois incorporadas, assépticamente, ao meio previamente esterilizado. Ainda, podem ser esterilizados por tindalização, também conhecida como esterilização fracionada (100°C por 1 hora por 3 dias consecutivos, intercalados por incubação entre 30 a 45°C), ou a 110°C por 10 a 15 minutos, a depender do tipo e carga microbiana.

mcientifica

 

Ginástica Laboral

Como implantar um programa de Ginástica Laboral

Os princípios básicos de um programa de ginástica laboral para os interessados em implantá-lo em sua empresa estão divididos em seis tópicos.

1. Análise do Local de Trabalho
2.
Análise Cinésiologica nos Postos de Trabalho
3.
Palestra de Sensibilização
4.
Prescrição dos Exercícios
5.
Avaliar a Implantação da Ginástica Laboral
6.
Apresentação de Relatórios

Ginástica Laboral

Ginástica Laboral

1. A análise do local de trabalho – Deve ser baseada em princípios ergonômicos*.
*Ergonomia: a ciência de projetar o trabalho, os equipamentos e local de trabalho para adequá-lo ao trabalhador.

Estar ergonomicamente correto, para que no final do expediente o trabalhador não tenha dores na coluna cervical ou outros efeitos maléficos que uma postura incorreta originada diante de um  computador. Além disso, a intervenção ergonômica facilita a execução do trabalho adequando o ambiente e objetos ao trabalhador.

Ginástica Laboral

Ginástica Laboral

“Melhor condição de trabalho, maior será a produtividade”

2. A análise cinésiologica* – Nos postos de trabalho avalia quais os músculos são os mais requisitados para execução de cada serviço e os tipos de movimentos, atividade mental, atividade visual que cada posto de trabalho exige. É uma análise de extrema importância, porque ela dará parâmetros para a execução da ginástica laboral. Além de revelar se o trabalhador estará propício a ter L.E.R. (Lesões por Esforços Repetitivos) ou algum outro D.O.R.T. (Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho).

*Cinesiologia : É a ciência que analisa os movimentos, ela estuda os movimentos do corpo humano. O nome Cinesiologia vem do grego kínesis = movimento + logos = tratado, estudo. A cinesiologia estuda o corpo humano e a sua maneira de movimentar-se.  fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cinesiologia

“Este serviço foca a redução de afastamentos e absenteísmo”

3. A palestra de sensibilização – Garantirá a participação e engajamento dos trabalhadores no programa de ginástica laboral, esclarecendo as dúvidas, abordando temas relacionados à qualidade de vida no trabalho e orientando-os para hábitos de vida saudáveis.

Ginástica Laboral

Ginástica Laboral

“Um funcionário equilibrado e saudável trará mais benefícios e rendimentos para empresa”

4. A prescrição dos exercícios – Será realizada de acordo com cada posto de trabalho, visando aquecer, fortalecer e compensar as estruturas físicas mais utilizadas no dia a dia do funcionário.

5. A avaliação da implantação da Ginástica Laboral – Será conseguida durante as aulas e servirá de feedback*, reconhecendo possíveis transtornos e limitações o que possibilitará melhorias ao programa de ginástica laboral. * feedback (retorno de informação)

6. A apresentação de resultados – Considerar os pontos fortes e fracos do programa que deverão ser apresentados à empresa que investiu no programa após um período de tempo pré-determinado numa prestação de contas do que foi realizado e servindo de base para sua continuidade.

Exemplos de relatórios:

  • Nível de participação dos funcionários (controle de presença – lista de chamada)
  • Índice de ausências, afastamentos e rotatividade.
  • Nível de atividade física dos funcionários
  • Avaliação da qualidade de vida dos trabalhadores
  • Avaliação da percepção e intensidade de dor
  • Estes relatórios podem variar de acordo com as necessidades da empresa.

fonte: http://charllessq.blogspot.com/2011/01/como-implantar-ginastica-laboral-na.html

mcientifica

Boa postura

Ter uma boa postura é essencial para que suas costas, músculos e juntas sempre estejam bem.

Suas costas
Costas saudáveis têm três curvas naturais: uma curva ligeiramente para frente no pescoço (curva cervical), uma curva ligeiramente para trás na parte superior (curva torácica), e uma curva ligeiramente para frente na parte baixa (curva lombar). A boa postura significa realmente manter estas três curvas em de alinhamento equilibrado.
Os músculos fortes e elásticos são também essenciais para uma boa postura. Os músculos abdominais, da bacia e músculos da perna que são fracos e inelásticos podem não suportar as curvas naturais de suas costas.

Suas juntas. A bacia, o joelho, e as juntas do tornozelo equilibram suas curvas naturais da coluna quando você se move, fazendo o possível manter a boa postura em qualquer posição.

Boa postura deitada

Passamos pelo menos de 6 a 8 horas diárias na posição deitada, então, observe na figura abaixo o certo e o errado:

Boa postura

Boa postura

Certo: É correto dormir de abdômen para cima e com o travesseiro na altura que proporcione conforto ao pescoço evitando que ele permaneça elevado e o queixo próximo do peito.

Ao deitar na posição de lado, cuide para que o rosto também permaneça na posição acompanhando o corpo. Algumas pessoas devem colocar um travesseiro entre as pernas para minimizar as dores e desconfortos da coluna. Consulte o seu médico.

Errado: É errado dormir na posição com abdômen para baixo, pois o pescoço precisa permanecer em posição de torção. Evite, também, dormir com o abdômen para cima e com o travesseiro alto, pois eleva a cabeça e proporciona dores na coluna cervical.

Dicas para manter uma boa postura por toda sua vida

  • Concentre-se em manter suas três curvas naturais da coluna cervical em alinhamento equilibrado. Mantenha seu peso baixo; o peso adicional exerce uma tração para frente constante nos músculos das costas e estica e enfraquece os músculos abdominais.
  • Evite permanecer em uma posição por muito tempo; a inatividade causa tensão muscular e fraqueza.
  • Durma em um colchão firme e use um travesseiro grande o bastante para manter a curva cervical normal. Evite o uso de diversos ou de grandes travesseiros.
  • Exercite-se regularmente; o exercício fortalece e torna os músculos mais elásticos que o mantêm ereto e em uma postura apropriada.
  • Comece a praticar, comece seu programa para uma postura perfeita hoje. Se você tiver dificuldades procure um profissional da área, um Fisioterapeuta.

mcientifica

Pilates com bola

Pilates com bola

Exercícios de Pilates com bola

A aula de Pilates com bola controla picos de ansiedade e depressão ocasionados pelo estresse do dia a dia. Mais do que um exercício físico é um exercício mental, que tem como objetivo trabalhar a mente associada ao corpo e trazer benefícios para a postura, trabalha uma notável melhora no equilíbrio e coordenação motora, além da satisfação e diversão proporcionadas pela prática dos exercícios.

Os benefícios do Pilates com bola, associados aos exercícios com bola, tornam a aula ainda mais divertida e os resultados são rápidos e aparentes porque tonifica e define músculos, melhora a flexibilidade e harmoniza as formas do corpo.

Os exercícios do Pilates com bola fazem com que a aula seja praticada por pessoas de diferentes níveis de condicionamento, as que se recuperam de lesões como também as que estejam em plena forma. No Pilates com bola, trabalham-se as camadas mais profundas da musculatura de maneira muito eficaz, os exercícios são apresentados de forma bem simples, deixando de usar as séries com repetições. Os movimentos são contínuos e o grau de dificuldade é gradativo. Todos esses exercícios requerem muita precisão e concentração, sempre regulados pela inspiração e expiração corretas.

 

 

 

Thera Band

Thera Band

exercícios com Thera-Band

Thera Band

Thera-Band são faixas elásticas de alta qualidade para fitness, treinamento, reabilitação física e fisioterapia. Um sistema progressivo com cores-código na apresentação das faixas torna fácil o seu uso. Recomendadas por médicos e fisioterapeutas, a faixa elástica TheraBand proporciona o fortalecimento dos músculos e aumento da resistência, ao mesmo tempo que trazem um aumento de flexibilidade e equilíbrio.

Horas sentado no trabalho com postura incorreta, maneira errada de sentar em frente do computador, bolsas e mochilas pesadas nas costas, filhos pequenos no colo…
Seja qual for o motivo, todo mundo já sentiu ou vai sentir aquela dor lombar e isso não é apenas uma suposição, a informação é da Organização Mundial da Saúde (OMS), que afirma que todas as pessoas enfrentarão essa dor ao menos uma vez na vida.
Para combater esse incômodo, na maioria dos casos o tratamento é feito com exercícios físicos onde podemos utilizar as faixas elásticas Thera-Band. A prática corrige a postura, realinhando a coluna e fortalecendo a musculatura abdominal e das costas.

indicações:
Thera Band é utilizada na reabilitação de lesões, reversão de lesões reincidentes, uso pós-cirúrgico, treinamento esportivo, fitness e condicionamento corporal, fisioterapia, terapia ocupacional, ortopedia, medicina esportiva, pediatria, geriatria, ginastica laboral, terapia manual, quiropraxia, neurologia, medicina do trabalho, educação física, cuidados intensivos.

benefícios:
A Thera Band promove o fortalecimento muscular e articular, tanto em programas de reabilitação quanto em programas de fitness ou condicionamento físico.

modo de usar:
Thera Band podem ser usadas em exercícios de pernas, braços, abdômen, peitoral e glúteos. Após seu uso lave as faixas em água limpa e abundante para remover resíduos. Deixe secar completamente e, após, polvilhe com talco.

Possui 3 níveis: fraca, média e forte.

mcientifica

Barra de Ling ou Espaldar

Barra de Ling ou Espaldar

Per Henrik Ling

Barra de Ling ou Espaldar

Per Henrik Ling, um suéco que em 1813 organizou a massagem e os exercícios terapêuticos num sistema que se tornou conhecido como ginástica médica. Os seguidores de Ling continuaram seu trabalho e por volta de 1860 havia institutos similares na Inglaterra, França, Áustria, Alemanha e Rússia.

O equipamento

A Barra de Ling ou Espaldar é empregado para realização de exercícios de correção postural, alongamento do tronco, membros superiores e inferiores e para fortalecimento dos músculos superiores.
Há relatos que a Barra de Ling ou Espaldar é indicado para pacientes com sequelas osteoligamentares da coluna vertebral, quadril, joelho e tornozelo, como também para a cintura escapular e cotovelo. Tem sido descrita também para auxiliar no treinamento da passagem da sedestação (posição sentado) para a posição ortostática (posição vertical) e a Barra de Ling ou Espaldar é utilizado ainda como mecanismo de fortalecimento de peitorais e intervêm em casos de bloqueios articulares de membro superior e inferior.

Barra de Ling ou Espaldar

Barra de Ling ou Espaldar

Nas escolioses, a Barra de Ling ou Espaldar pode ser realizado de acordo com o nível da curvatura com exercícios nas posições de pé ou suspensos, utilizando o próprio peso corporal tentando uma correção da postura do paciente. Com a finalidade de promover um aumento na amplitude articular do quadril, joelho, tornozelo, metatarso, falangiana, o paciente deve adotar a posição ortostática e apoiando-se com as mãos às barras faz elevação do corpo e em seguida, se abaixa até a posição de cócoras e em seguida voltando a ortostase. Esse exercício pode ser usado para restaurar a mobilidade do joelho em pós-operatório após rompimento do ligamento cruzado anterior. A Barra de Ling ou Espaldar também é usado nos bloqueios das articulações dos membros superiores. Nestes casos o paciente adota a posição ortostática, segurando a barra no mesmo nível dos ombros e com os cotovelos estendidos, ele procura se aproximar, flexionando os cotovelos e voltando à posição original. O resultado desse exercício é o aumento da amplitude articular.

Barra de Ling ou Espaldar

Espaldar madeira Regulagem

A Barra de Ling ou Espaldar com regulagem serve de suporte para diversos exercícios de alongamento e fortalecimento muscular, especialmente dos músculos da coluna vertebral, amplitude de movimento, força e flexibilidade.
Barra de Ling ou Espaldar com regulagem é usado para fixar exercitadores elásticos (em tubos ou em faixas).
Auxilia na reabilitação motora com acompanhamento e orientação de um fisioterapeuta.
Barra de Ling ou Espaldar com regulagem deve ser fixo na parede por buchas convencionais e a distância entre parede e o espaldar deve ter aproximadamente 13,5 cm para o seu correto aproveitamento nos exercícios. Ele é confeccionado em madeira da espécie Lyptus Grandis certificada pela FSC e obtida através de fontes renováveis. Certificação da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Devem ser utilizados em clínicas de reabilitação, de neurologia, estúdios de pilates, yoga, academias, RPG entre outros…

A utilização da Barra de Ling ou Espaldar:
Em clínicas de reabilitação, de neurologia, estúdio de pilates, yoga, academia, RPG e outros

Barra de Ling ou Espaldar

Exercícios com o espaldar

Medidas do Produto:
Altura: 226cm
Comprimento: 48cm
Largura: 80cm
Peso: 21,5 kg

mcientifica

 

 

Curta a nossa página no facebook

Curta a nossa página no facebook

Curta a nossa página no facebook

Nós que fazemos o blog da mcientifica criamos uma página no facebook, e por isso gostaríamos de lhe convidar para curtir nosso trabalho através de uma das maiores redes sociais do mundo, curta a nossa página no facebook!!!
O blog da mcientifica tem menos de 1 ano de vida, mas vem crescendo muito bem durante o período desde a sua abertura,  pois sempre é publicado um novo artigo com muita informação para os leitores.
O facebook é gratificante, pois podemos interagir com nossos leitores, ainda podemos divulgar nosso trabalho através da rede social e assim chegar a mais pessoas e os que se identificam com nossa página criada no facebook podem utilizar do recurso curtir a nossa página no facebook, que é um botão disponível na rede social e assim que uma nova postagem for criada, você a recebe automaticamente.

Curta a nossa página no facebook

Curta a nossa página no facebook

Para receber atualizações postadas por uma página do facebook, (basta estar logado), entrar na página escolhida e clicar no botão curtir… Pronto você estará recebendo todas as atualizações do blog da mcientifica nas nossas postagens do facebook essa publicação também será compartilhada com você (basta estar logado). Então, aproveite para conhecer e curta nossa página no facebook clicando no link abaixo:

facebook.com/pages/mcientfica

mcientifica

 

Anatomia de uma boa postura

A anatomia de uma boa postura se apresenta quando você está em pé e o alinhamento vertical do alto de sua cabeça até a sola de seus pés se mostra numa linha reta.
De uma vista lateral, boa postura pode ser vista como uma linha vertical das orelhas, ombros bacia, joelhos até os tornozelos. A vista frontal da boa postura mostra igualdade na altura dos ombros, bacia e joelhos. A cabeça é mantida reta e não está virada ou angulada.

Anatomia de uma boa postura

Principais desvios de postura
Lordose – É o aumento anormal da curvatura lombar, levando a uma acentuação dessa curva (hiperlordose). Os músculos abdominais fracos e um abdômen protuberante aumentam os riscos da lordose. A dor nas costas nas pessoas com aumento da lordose lombar ocorre quando ficam em pé por um longo período de tempo.
Cifose – É o aumento anormal da concavidade posterior da coluna dorsal, sendo as causas mais importantes dessa deformidade a má postura e um condicionamento físico insuficiente. Quem tem cifose acentuada é conhecido como  corcunda. As dores ocorrem na parte de cima das costas e na região torácica.
Escoliose – É o desvio anormal da curvatura lateral da coluna vertebral. A progressão da curvatura na escoliose depende em grande parte, da idade em que ela se inicia e da grandeza do ângulo da curvatura durante o período de crescimento na adolescência, pois esse é o período em que o progresso do aumento da curvatura tem uma velocidade maior. A escoliose provoca uma compressão na região pulmonar, o que faz com que os pacientes reclamem de falta de ar.

Anatomia de uma boa postura

Anatomia de uma boa postura

A má postura distorce o alinhamento vertical do corpo e as curvas naturais da coluna. A melhor maneira de verificar sua postura é receber uma avaliação postural completa de um fisioterapeuta.

mcientifica